Categorias: Planejando

Melhor do que viajar, é viajar em lua de mel e sem preocupações!

seguro 1

Todos nós amamos passear, conhecer lugares novos, namorar e desligar da rotina e dos problemas do dia a dia. Mas uma viagem pode se tornar um pesadelo se não tomarmos alguns pequenos cuidados antes de sair de casa.

É comum ouvirmos histórias de pessoas que tiveram suas bagagens extraviadas, seus pertences furtados, que sofreram acidentes esquiando ou simplesmente que ficaram doentes durantes as férias de seus sonhos.

Mas, para quem viaja bastante e/ou trabalha na área como eu, sabemos que tudo sempre pode ser muito pior para quem não está resguardado com um bom seguro viagem.

Imagine em casos que se é necessário buscar uma ajuda profissional em um local onde normalmente não conhecemos ninguém e os serviços são caríssimos (às vezes onde nem o idioma falamos bem); e ter que custear tudo do próprio bolso imediatamente (muitas vezes em moedas de valor cambial altíssimo); e precisar resolver burocracias desconhecidas para poder ser atendido em uma emergência médica.

Enfim. As possibilidades assustadoras são muitas e poderia listar mais dezenas de casos aqui. É por isso que sempre procuro ressaltar a importância de um seguro viagem, especialmente para quem vai sair do Brasil.

O valor deste serviço varia em média entre 2 e 3% do valor total da viagem, além do seu pagamento ser facilitado, variando entre 6 e 12 parcelas sem juros, de acordo com seguradora contratada. Ou seja, trata-se de um investimento baixo para tamanho benefício em caso de necessidade.

seguro 2

Os principais tipos de seguro viagem garantem ao turista atendimento médico, dental e hospitalar. Os mais completos chegam a incluir assistência jurídica, traslados inter-hospitalares, repatriações, traslados do corpo em caso de falecimento, gastos com passagem e hospedagem de familiar/acompanhante, assessoria completa a menor de idade, despesas com medicamentos, despesas com atrasos/cancelamentos de voos, despesas com perda/atraso de bagagem, entre outros.

É importante verificar se o serviço adquirido é apenas um seguro ou uma real assistência viagem, independente do nome comercial. Isto porque o típico seguro atua apenas através de reembolso (comum em seguros automáticos de cartões de crédito), sem assistência local alguma, o que gera gastos ao turista (dependendo do caso e do país, gastos muito altos) que não estavam previstos no orçamento da viagem.

CUIDADOS AO CONTRATAR

1)   Verifique se o(s) país(s) para o qual você está viajando não exige uma cobertura mínima de seguro. A União Europeia, por exemplo, só permite a entrada de estrangeiros com seguro viagem com cobertura de pelo menos USD 30 mil por evento adquirido de empresa com escritório local.

2)   Cheque se a seguradora contratada está regularizada pela Susep – Superintendência de Seguros Privados.

3)   Atenção à idade do segurado. Algumas seguradoras têm restrições para turistas idosos, normalmente acima de 75 anos.

4)   Leia os termos do contrato e tire suas dúvidas antes de embarcar.

5)   Tenha sempre com você durante a viagem o número da apólice, o telefone de emergência local da seguradora e um documento original pessoal caso necessite acionar o serviço.

6)   Procure seguros adequados para o seu tipo de viagem. No caso de esportes radicais, por exemplo, há planos especiais para cobrir possíveis acidentes decorrentes destas práticas.

Tenha uma excelente e tranquila viagem,

banner clube turismo 

 

Publicidade

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.