Categorias: Planejando

Lua de Mel : Rotas do Vinho no Brasil

Lua de Mel : Rotas do Vinho no Brasil

Lua de Mel : Rotas do Vinho no Brasil | Blog de Casamento DIY da Maria Fernanda

Para a grande maioria dos casais, não existe nada mais romântico do que uma noite à dois (seja ela onde como for) regada a um bom vinho. Dados divulgados pela “Wine Inteligence’s Brazil Landcapes” no final de 2017 mostram que o mercado de consumidores de vinho no Brasil saltou de 22 para 30 milhões. E os números crescem a cada ano. Em paralelo, as boas safras que surgem do solo brasileiros e os investimentos dos produtores, também só aumentam.

Então, em época de economia interna abalada, moedas estrangeiras caras e gastos excessivos com a nova vida de casados, a melhor notícia é que não precisamos mais sair do país para realizar uma viagem regada a bons vinhos e deliciosas vinícolas. Podemos deixar a Califórnia, o Chile, a Argentina, a África do Sul, Portugal e a França, entre outros, para depois.

Lua de Mel : Rotas do Vinho no Brasil | Blog de Casamento DIY da Maria Fernanda
Cascata do Caracol – Canela, RS

Sem dúvida, a tradicional região da Serra Gaúcha ainda é um dos destinos brasileiros mais procurados pelos amantes de vinho. O Vale os Vinhedos, localizado a 120 km de Porto Alegre, entre os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, é a principal produtora de vinhos e espumantes do Brasil. Por lá o casal encontrará mais de 30 vinícolas que produzem bebidas de qualidade internacional reconhecida.

Assim como nas europeias Bordeaux e Napa Valley, os vinhos e espumantes do Vale dos Vinhedos recebem o selo de indicação de sua procedência. A maioria das vinícolas da região oferecem visitas guiadas com guias turísticos formados em Enologia que mostram aos turistas os imensos parreirais e apresentam as variadas opções de degustação de vinhos, a harmonização com refeições especialmente preparadas e também visita às lojas de produtos. Algumas dessas vinícolas possuem bons restaurantes e outras já contam com hotéis tematizados e pousadas em suas dependências.

As visitas podem ser realizadas o ano todo. Entre dezembro e março, porém, ocorre a colheita e os parreirais estão repletos de todos os tipos de uvas. Nessa época do ano, além do clima ser mais propício para beber um bom vinho e se aquecer numa lareira, os turistas que visitam o roteiro das uvas podem combinar também uma escapada para conhecer de perto as belezas de Gramado, Canela, Nova Petrópolis, São Francisco de Paula e, a mais ecológica do roteiro, Cambará do Sul.

Em Santa Catarina a rota prevê um roteiro pelas cinco principais regiões produtoras de vinhos do estado: Sul, Serra, Meio Oeste, Oeste e Vale. Duas regiões catarinenses que se destacam nesse segmento do enoturismo: o Vale do Contestado, com o Roteiro Vale da Uva e do Vinho (Videira, Tangará e Pinheiro Preto), e a Serra Catarinense, onde estão localizadas algumas das mais respeitadas vinícolas do Brasil (São Joaquim, Lages e Urubici).

O destaque local é da produção de vinhos finos de altitude, obtendo excelente classificação entre os melhores vinhos produzidos no Brasil pela EXPOVINIS, a maior feira de vinhos da América Latina. Outras excelentes vinícolas também são encontradas na Região Encantos do Sul e Vale Europeu.

Vinícolas como a Abreu Garcia, a Urupema e a Sanjo, entre outras, contam com ótima estrutura para receber os amantes do vinho, com tours guiados, lojas e restaurantes.

Lua de Mel : Rotas do Vinho no Brasil | Blog de Casamento DIY da Maria Fernanda
Vale do Rio São Francisco

Já no Nordeste, para surpresa de muitos, é possível fazer uma lua de mel com praia e rota do vinho. É o caso de Pernambuco. Uma primeira parada em Recife, garante dias de muito calor a beira-mar, muita cultura regional em Olinda na Grande Recife, e ainda muitas parreiras no interior do estado. Com um vôo curto de pouco mais de uma hora se chega da capital a Petrolina. O Vale do Rio São Francisco é o eixo entre Petrolina e Juazeiro, na Bahia, com terrenos planos, na altitude de 400 metros e com paisagem típica da caatinga. Localizado fora da faixa apropriada para o cultivo de uvas viníferas, o semi-árido apresenta baixa pluviosidade (menos de 500 mm) e forte insolação. O cultivo tornou-se possível graças à irrigação controlada com a água do rio. Seus solos areno-argilosos permeáveis têm se mostrado adequados para a aclimatação de videiras como Moscatel, Cabernet Sauvignon e Syrah. Na localidade de Santa Maria da Boa Vista, no lado pernambucano, a empresa Vinibrasil elabora vinhos tintos, roses, brancos e espumantes da linha Rio Sol. No município de Casa Nova, no lado baiano, as empresas Miolo e Lovara produzem brancos secos, brancos doces, tintos e espumantes da marca Terranova. Sem deixar de lado a marca Boticelli, pioneira de Santa Maria, onde também estão aclimatadas a Tannat, a Petit Syrah e a Ruby Cabernet. Como se vê, a geografia brasileira de vinhos finos ampliou- se e demonstra vitalidade.

Nos municípios de Casa Nova/BA e Lagoa Grande/PE, localizadas a 35 km e a 60 km de Petrolina, respectivamente, estão as Vinícolas Ouro Verde e Santa Maria. Na vinícola baiana, produtora de espumantes e tintos poderosos como Testardi, varietal da uva Syrah eleito melhor vinho do Brasil em 2012, é possível fazer um passeio guiado pela fábrica e uma degustação, além de visitação à loja. É possível ir de carro, mas muitos preferem navegar no Vapor do Vinho, um belíssimo e agradável roteiro que inclui um passeio de barca pela Represa de Sobradinho/BA – maior lago artificial do mundo em espelho d’água – com passagem pela eclusa e almoço incluso; visita completa à vinícola e também à GrandValle, produtora de suco de uva integral e exportadora de mangas e uvas.

Já no lado pernambucano, a visita também pode ser feita indo de carro até a empresa, onde se conhece o campo com degustação de uvas viníferas, a fábrica e sala de barricas e o passeio se encerra com degustação na loja. Na vinícola, responsável pelos vinhos Rio Sol e Paralelo 8 Premium (este com medalha de ouro no Concurso Mundial de Bruxelas 2014) foram feitas diversas cenas do seriado Amores Roubados, exibido em 2014 na Rede Globo. Há ainda a opção pelo roteiro “Das Águas aos Vinhos”, que inclui, além da visita já descrita, o passeio de catamarã até a Ilha de Isis, regado aos espumantes Rio Sol, um almoço regional e degustação de vinhos na casa sede.

Certamente momentos à dois inesquecíveis estão garantidos em qualquer um destes destinos.

Para orçamentos de viagem, roteiros personalizados e detalhados, fico à disposição!

 

Publicidade

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário!