Categorias: Planejando

Lua de Mel em Londres

Lua de Mel em Londres

Lua de Mel em Londres | Blog de Casamento DIY da Maria Fernanda

Quando o assunto é lua de mel no exterior, é impossível não ter logo em mente a icônica Paris, destino favorito da maior parte dos casais apaixonados deste planeta, independentemente de suas idades, etnias, gostos ou origens. O glamour da Cidade Luz atrai há décadas multidões de amantes. Seja no verão ou no inverno, Paris é sempre um lugar perfeito para namorar.

A novidade é que ela, líder absoluta no ranking das cidades mais românticas do mundo, seguida com afinco pela emblemática Veneza, está ganhando uma forte concorrente entre os pombinhos mais modernos. A maravilhosa terra da realeza, a grandiosa Londres, é a bola europeia da vez.

Para que o casal possa se curtir com a devida calma que a ocasião merece, ao mesmo tempo que conhecem e aproveitam a cidade, sugiro que uma semana toda seja reservada para esta viagem. Londres conta com sistema de transporte público, ônibus e metrô, impecáveis (algumas linhas operam 24 horas/dia), o que garante total independência (e mais tempo juntos) aos viajantes.

A cidade é dividida em 6 Zonas, através de círculos concêntricos, sendo a Zona 1 a mais central delas. Como Londres é uma megalópole, quando mais perto do centro a hospedagem escolhida for, melhor e mais barato (tarifas do transporte público são cotadas por Zona – há bilhetes de 1 dia, 1 semana ou 1 mês) para se locomover. Também existe uma divisão de bairros ao norte e ao sul do rio Tamisa. O centro e as maiores atrações estão em sua maioria ao norte do rio.

Lua de Mel em Londres | Blog de Casamento DIY da Maria Fernanda
Palácio de Buckingham

No primeiro dia, além da imperdível visita ao Palácio de Buckingham e de apreciar a perfeita troca da guarda real, nada melhor do que se ter uma ideia de tudo o que nos espera neste novo lugar.

Apreciar de dentro de um abraço toda a cidade através da vista da roda-gigante mais famosa do mundo, a London Eye, é um passeio inesquecível que fica ainda melhor quando regado à uma taça do verdadeiro Champagne francês. Para isso, basta adquirir o ingresso “Champagne Experience”, vendido na bilheteria a partir da 12h, e ter direito também a uma exclusiva prioridade de embarque.

Enquanto a capital francesa tem o Sena, Londres possui o belíssimo rio Tâmisa, cujas margens são perfeitas para passeios tranquilos de mãos dadas e seu curso, palco de diários de cruzeiros noturnos com jantares deliciosos e paisagens dignas de cartões postais. O ponto alto deste rio é, sem dúvida, a detalhada e mais bonita ponte que já tive o prazer de ver: a Tower Bridge. Se vocês tiverem a honra de vê-la se abrir para grandes embarcações passarem, o programa fica completo.

Lua de Mel em Londres | Blog de Casamento DIY da Maria Fernanda
London Eye

Durante o dia, especialmente entre os meses mais quentes de Abril a Setembro, os vários parques da cidade impressionam os turistas pelo cuidado que recebem do governo e dos usuários. O Regent’s Park é o mais aconchegante e o Hyde Park o maior (e talvez o mais bonito). No caminho, o casal pode passar num mercado e comprar vinhos, frutas, chocolates e sanduíches para um piquenique no fim da tarde.

Para quem não sabe, Londres, assim como a Broadway em Nova York, é famosa por seus diversos shows e musicais fixos em West End. Um dos programas mais procurados e indicados é o atemporal e emocionante “Fantasma da Ópera”. Para assistir agarradinho.

Os pontos turísticos londrinos mais tradicionais, além de alguns já citados, merecem mesmo ser vistos e revistos, mesmo que essa não seja a sua primeira vez por lá. São eles: Trafalgar Square, o Parlamento Inglês e o famoso Big Ben, a Torre de Londres onde estão as joias da Rainha, a Abadia e o Palácio de Westminster, a Catedral de São Paulo, o Museu Britânico, o Palácio de Kensington e a Galeria Nacional. Não deixe de visitar a Catedral Saint Paul, onde se casaram o Príncipe Charles e Lady Di, e também onde foi celebrado o Jubileu de Diamante da Rainha.

Lua de Mel em Londres | Blog de Casamento DIY da Maria Fernanda
Big Ben

Para fugir um pouco do básico e aproveitar bem a semana toda, o Museu de História Natural de Londres vale a pena a vista, especialmente para quem não conhece ainda o de Nova York, assim como o aquário Sea Life London Aquarium e o Zoológico de Londres.

Em meio a cidade, um dos pontos mais procurados é o Piccadilly Circus, local perfeito para fotos, mas não muito ideal para compras (caro e muita coisa made in China). O centro financeiro de Londres é chamado de “The City”, mas também é conhecido como “The Square Mile”, onde fica a Bolsa de Valores e as sedes de outros gigantes do mundo financeiro. O visual do bairro é marcado pelo The Gherkin, um edifício envidraçado em formato de um foguete que virou um dos símbolos de Londres.

Lua de Mel em Londres | Blog de Casamento DIY da Maria Fernanda
Notting Hill

Um dos maiores charmes da capital britânica são as suas feiras e mercados, alguns de pulga, de rua. O bairro de Camden Town, ao norte da cidade, é um dos mais interessantes da cidade e muito conhecido por seus mercados de rua. Uma das características mais fortes de Camden é a marcante cultura pop e alternativa (muito gótica) presente em cada canto do bairro. O Camden Street Market é, talvez, o local mais barato para se fazer compras em Londres, juntamente com os demais mercados da região: Inverness Street Market, Camden Lock Market (antiga serralharia/carpintaria), Buck Street Market, Stables Market, Camden Canal Market e o mercado da Electric Ballroom, que de noite se transforma em uma sala de espetáculos, palco dos mais importantes movimentos musicais da Inglaterra.

Reserve o domingo para disfrutar de Camden Town, pois este é o principal dia do comércio local, quando todos os locais estão abertos e as ruas, principalmente no verão, estão cheias de artistas de ruas.

E, finalmente, Notting Hill… Palco de um dos filmes mais apaixonantes de Hollywood, um lugar singular, charmoso e essencial em qualquer roteiro londrino. Os sábados são os melhores dias para se visitar o bairro, pois é quando das 9h às 18h acontece a famosa feira de rua local, chamada de Portobello Market. Na Portobello Road, estão lojas de roupas, banquinhas com antiguidades, souvenirs diversos, peças vintage, fachadas coloridas e muitos turistas. É recomendado que o passeio por Nothing Hill seja feito todo a pé, sem pressa, de mãos dadas, para não perder um só momento desta atmosfera extra romântica. As lojas e os pequenos restaurantes são um charme da região.

E, para encerrar com chave de ouro os seus dias encantadores na terra real, nada como apreciar um famoso chá das cinco, 17 horas, na casa de chás mais antiga do país: a Twinings, inaugurada em 1709 e fornecedora oficial de chás da Rainha Elizabeth.

  • Como chegar? Voos direto e diários com cerca de 11h de duração partindo de São Paulo. Passagens custam entre R$ 1.500,00* e R$ 3.500,00* por pessoa já com taxas incluídas.
  • Onde ficar? Uma opção excelente para quem pode se hospedar com requinte e muito conforto em Londres é o Egerton House Hotel (diárias com café da manhã a partir de R$ 1.500,00*), no Hotel 41 (diárias com café da manhã a partir de R$ 2.300,00*) ou no Montcalm Royal London House-City (R$ diárias promocionais com café da manhã a partir de R$ 1.000,00*). Uma opção mais turística, perto das estações de metrô e de trem, e com um preço bem mais acessível é o Paddington Rob-Roy Hotel, com diárias a partir de R$ 450,00*, sem a opção do café da manhã.
  • Quando ir? Londres é perfeita em toda época do ano, com temperatura média de 11°C, sendo que no inverno a média é de 6°C e no verão, 16/17°C. As chuvas são corriqueiras (sair sempre com guarda-chuvas na bolsa é fundamental), sendo Fevereiro o mês mais seco e Novembro o mais chuvoso.

*Preços checados em Maio/2017 para o mesmo ano, exceto feriados.

Boa viagem,

Publicidade

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário!

2 comentários

  1. olavo leite comentou:

    londres, grandiosa e maravilhosa cidade amo-a muito e tambem pela educaçao de seu povo .

  2. olavo leite comentou:

    londres sempre londres.