Categorias: Planejando

Lua de Mel em Bariloche ou Santiago

Lua de Mel em Bariloche ou Santiago

Foto via Dicas da Argentina

Morando em um país tropical, é difícil encontrar alguém que não tenha vontade de conhecer a neve. E mesmo quem já foi, um dia quer voltar, nem que seja agora para levar filhos e/ou netos.

No meu caso, acho que já nasci com essa vontade – rs –  e foi justamente na minha lua de mel pelos Lagos Andinos que realizei esse desejo. Desde lá, antes mesmo de trabalhar com turismo, convenci pelo menos mais uns 15 casais de amigos e parentes a fazer a mesma e inesquecível viagem.

Para namorar, convenhamos, não há nada melhor que o frio, uma lareira e um vinhozinho.

E por mais distante que esse sonho pareça para quem mora num país enorme cheio de praias e sol, não estamos muito longe desta realidade. Afinal, países vizinhos ao nosso são abençoados todos os anos com as 4 estações do ano bem definidas e invernos bastante frios.

Sempre nessa época recebo dezenas de contatos de casais, grupos de amigos e famílias planejando as férias com a mesma dúvida: Argentina ou Chile? Mais especificamente, San Carlos de Bariloche ou Santiago do Chile?

Rumo ao Vale Nevado

Apesar da temporada de neve em ambos os destinos ser a mesma, da metade de Junho ao meio de Agosto, certamente são viagens e cidades muito diferentes. Enquanto a capital do Chile nos lembra um pouco as grandes cidades da Europa (organizada, limpa, com ótimos comércios e serviços, povo educado, prédios antigos, palácio do governo com troca da guarda, etc.), a pequena notável cidade ao norte da Patagônia nos tira o fôlego por suas incríveis belezas naturais.

Com paisagens dignas de cenas de filmes, lagos de águas cristalinas acompanhados de uma geografia acidentada, cheia de morros verdes no verão e branquinhos de neve no inverno, Bariloche é um lugar singular. Além da sua natureza privilegiada, essa cidade adorada pelos brasileiros encanta por sua boa estrutura turística, ótima gastronomia e uma enorme variedade de passeios para explorar suas belezas. Outro ponto positivo é a culinária argentina, muito parecida com a boa mesa que encontramos no sul do Brasil, com muito churrasco e chocolates, que agrada a quase todo paladar.

Por outro lado, Santiago oferece maior diversidade de lazer, com  passeios bem naturais e também opções urbanas. Além das várias estações de esqui que rodeiam a capital, há locais lindos com diferentes vegetações para se conhecer (ex.: El Maipo, região desértica com lagos e morros e Viña del Mar, cidade litorânea banhada pelo oceano Pacífico), muitas vinícolas, diversos centros de compras, shows, mercados de rua, transporte público bom (ex.: metrô) e muita vida noturna. Já as refeições e os hábitos alimentares são um pouco mais diferentes, com frutas em caldas e peixes no café da manhã. Vale lembrar que especialidade da gastronomia chilena são os frutos do mar.

Uma grande vantagem do Chile com relação a Argentina são os preços, muito mais convidativos desde as passagens aéreas.

Para chegar a Bariloche, na alta temporada, existem voos diretos do estado de São Paulo, mas em outra época é necessária a troca de aeronaves em Buenos Aires. Já para Santiago há vários voos diretos todos os dias do ano. Na alta temporada eles são a partir de R$ 1.500,00* por pessoa para o Chile e cerca de R$ 2.000,00* para Bariloche (com conexo), considerando ida e volta já com taxas.

Em Bariloche o centro da cidade é extremamente aconchegante e acolhedor, mas se resume basicamente a uma rua. Tudo no mesmo estilo “dos alpes” de Gramado, mas menor. Realmente os atrativos maiores são os naturais que entornam a cidade. Basta dizer que uma das Sete Vistas Panorâmicas Naturais mais belas do mundo está ali (classificação: National Geografic). A ideia no fim do dia, depois dos passeios, é se aquecer em uma deliciosa piscina térmica no hotel (acho fundamental um hotel bem estruturado na cidade, o que encare também o roteiro), e pedir um prato de jantar delicioso com vinho no quarto ou sair para comer bem todas as noites. Sem dúvida alguma uma opção que agrada bastante a muitos casais apaixonados.

Enquanto em Santiag,o a hospedagem pode ser mais simples, pois são inúmeras as possibilidades de passeios fora do hotel, tanto para o dia como a noite. Afinal, vocês estarão em uma cidade grande e linda.

Boa viagem e contem comigo para orçamentos detalhados e roteiros personalizados,

*Preços consultados em Maio de 2018 para o inverno do mesmo ano.

________________________________________________________________________

Aproveite e veja o vlog sobre a viagem ao Chile da Maria Fernanda!


Publicidade

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.