Categorias: Planejando

{ lua de mel } Cruzeiros – Romance à bordo

lua de mel cruzeiro romantica

Nesta época do ano a vontade de fazer um cruzeiro toma conta de muitos viajantes e, com ela, muitas dúvidas também aparecem. No caso dos noivos, esta opção muitas vezes é descartada logo de cara. Ou por terem ouvido dizer que os navios são muito lotados; ou pelo receio de ficar em alto mar em alguns trechos da viagem; ou simplesmente por medo do balanço, de poder passar mal na tão sonhada viagem.

Enfim, são muitos os motivos. Alguns que não passam de meros boatos ouvidos, mas que impedem os pombinhos de cogitarem esta forma deliciosa de iniciar-se uma vida a dois. E é por causa disso que resolvi escrever o post de hoje.

As minhas experiências com cruzeiros são bem distintas. Desde ter feito viagens maravilhosas quando solteira, até ter que cancelar uma recentemente por causa do marido que se encaixa perfeitamente no perfil daqueles que repudiam a idéia sem ter tentado vivenciá-la (não vejo a hora de ele estar dentro de um navio e dizer que sempre tive razão).

Pois bem.

Acho que devemos começar pela fama de “muvuca” que os cruzeiros ganharam aqui no Brasil. Verdade seja dita: em temporada pelo nosso litoral quase sempre eles saem com sua capacidade máxima, o que deixa todas as dezenas de ambientes internos do recinto bem movimentadas. Por outro lado, atualmente não há mais navios com sistema “All Inclusive”, onde as comidas e bebidas eram 100% liberadas, já pagas no pacote. Hoje, cada passageiro desembolsa à parte no mínimo USD 4,00/ 5,00 por suas bebidas(sim, tudo internamente é cobrado em dólar americano e os preços variam um pouco entre as bandeiras). Ou, no caso dos pacotes diários de bebidas, em torno de USD 60,00 para adultos e USD 30,00 para crianças (em geral, de 2 a 11 anos).

drinks

Dessa forma a quantidade de pessoas que bebem demais ou de pessoas que fechavam este tipo de viagem com foco na famosa “boca livre” (o que aumentava o fluxo dos restaurantes e a morosidade do atendimento dos garçons), diminuiu drasticamente.

Sobre os possíveis enjoos dos passageiros, o que posso dizer é que sim, eles podem ocorrer. Mas também podem ser evitados. A primeira dica é escolher um navio grande. Os navios que entram em Fernando de Noronha, por exemplo, precisam ser pequenos devido à profundidade do mar e costumam balançar muito. Quanto maior o navio, mais estabilidade ele terá.

Carnival-Freedom-Cruise-Ship

Outro ponto importante é optar por águas calmas, como é o caso do litoral brasileiro entre o sudeste e o nordeste e, por exemplo, grande parte do Caribe. Já os cruzeiros para o sul do continente Americano, onde as águas são mais agitadas, e em épocas de chuvas, devem ser evitado pelos mais sensíveis aos balanços. Tomar um comprimido de Dramin por precaução, também pode ser uma alternativa (veja indicação médica antes de embarcar).

cruise room

O que vejo de mais vantajoso nos cruzeiros é a possibilidade de ficar muito bem hospedado por um preço justo, de ter acesso às comidas deliciosas e variadas, de poder descansar bastante estando num único e completo ambiente durante todo o período de navegação (às vezes o casal se cansa muito tentando conhecer o máximo de lugares na viagem de lua de mel e aproveitam pouco os momentos à dois) e a chance de conhecer vários lugares diferentes e distantes um do outro em um mesmo roteiro. Além de ter ao seu dispor uma ampla gama de opções de lazer (teatro, cinema, academia, spa, boate, etc.).

Também não podemos esquecer que em um navio, caso a vontade de dar uma “fugidinha para o quarto” apareça, a qualquer hora será fácil e possível ir e voltar.

pregnant-beach

Caso a mulher já esteja gravidinha, é importante ressaltar que o embarque é apenas permitido com atestado médico e desde que a gestação esteja tranquila e não ultrapasse as 23 semanas no desembarque.

Vale lembrar também que as muitas lojas presentes nos navios são como os Duty Free dos aeroportos internacionais e não cobram tributação na venda de mercadorias importadas. É preciso apenas respeitar os já conhecidos limites de fronteiras (e ressaltados em post aqui recentemente). O que for extra estará sujeito a tributação no desembarque.

Segue a seguir uma lista dos cruzeiros sugeridos para casais (preços com pensão completa em cabine dupla interna, sem passagem aérea até o porto, para saídas específicas em 2014):

  • Bahamas – 3 noites/ 4 dias (ideal o ano inteiro) – navio Norwegian Sky – USD 400 por pessoa (saída de Miami)
  • Mediterrâneo – 5 noites/ 6 dias – Itália e Espanha (ideal de Maio a Setembro) – navio Costa Fortuna – USD 1.350 por pessoa (saída de Marselha)
  • Caribe – 7 noites/ 8 dias – Bahamas, Saint Thomas e Saint Martin (ideal o ano inteiro) – navio Oasis of the Seas – USD 1.250 por pessoa (saída de Fort Lauderdale)
  • Ilhas Gregas – 7 noites/ 8 dias – Grécia e Croácia (ideal de Maio a Setembro) – navio Costa Fascinosa – USD 1.200 (saída de Veneza)
  • Seychelles – 7 noites/ 8 dias – Ilhas Seychelles (de Setembro a Fevereiro) – navio Catlante600 (12 passageiros) – USD 1.300 por pessoa (saída de Mahe)
  • Travessia Brasil – Espanha – 19 noites/ 20 dias – Rio de Janeiro/Ilhéus/Salvador/Maceió/Recife/Ilha da Madeira/Tenerife/Cadiz/Casablanca/Barcelona (saída 25/11/14) – USD 750 por pessoa (saída do Rio de Janeiro)

Preços e disponibilidade sujeitos a alteração sem aviso prévio.

Atenciosamente,

banner clube turismo

Publicidade

Comentários via Facebook

Deixe seu comentário!